Ignorante

Estamos em um triangulo, e por algum motivo ela está na base dele.
Sem conhecimentos aprofundados sobre nada, não pode discursar com propriedade, nem decidir-se por um futuro.
O que importa para grande parcela das pessoas, ou pelo menos as pessoas importantes não está presente em seu dia a dia. Não por que ela não tem acesso, mas porque não quer acessar.

Ela não se importa com política, com física, com filosofia.
Não quer saber sobre as próximas eleições, nem sobre fómulas, nem sobre Sócrates.
Não sabe nada sobre Nietzsche, nem sobre Isaac Newton, nem Darwin.
Não sabe nada sobre biologia. Nem sobre genética. Nem sobre botânica.
Não sabe nada sobre química. Nem sobre alquimia. Nem sobre células.

E mesmo assim existe.

Respira. Sente. Enxerga. Ouve.
Fica arrepiada quando uma brisa passa. Estala os dedos. Pisca.
Dança. Envolve-se. Deixa-se levar se vê algo belo.
Entrega-se. Importa-se. Comove-se.
Estente a mão. Inclina-se e beija. Estente os braços.
Quando entristece, chora. Quando sente-se feliz, sorri.

E mesmo assim não existe.

Não para os espertinhos. Não para os sabe-tudo. Não para os narizes empinados.

E ela nem sabe disso.
Não sabe nada sobre o que pensam. Nem sobre o que falam. Nem sobre o que querem mostrar.
Ela deve ser o que chamam de ignorante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s